Hermes Trismegisto e sua Celeste Tábua de Esmeralda

Lançamento: Sábado, 20 Abril 1974, Brasil

  • Letras

    Hermes Trismegisto e sua celeste tábua de esmeralda

    Hermes Trismegisto escreveu
    Com uma ponta de diamante em uma lâmina de esmeralda

    O que está embaixo é como o que está no alto
    E o que está no alto é como o que está embaixo

    E por essas coisas fazem-se os milagres de uma coisa só
    E como todas essas coisas são e provêm de um
    Pela mediação do um
    Assim todas as coisas são nascidas desta única coisa por adaptação

    O sol é seu pai, a lua é a mãe
    O vento o trouxe em seu ventre
    A terra é seu nutriz e receptáculo

    O Pai de tudo, o Thelemeu do mundo universal está aqui
    O Pai de tudo, o Thelemeu do mundo universal está aqui

    Sua força ou potência está inteira
    Se ela é convertida em terra

    Tu separarás a terra do fogo e o sutil do espesso
    Docemente, com grande desvelo
    Pois Ele ascende da terra e descende do céu
    E recebe a força das coisas superiores
    E das coisas inferiores

    Tu terás por esse meio a glória do mundo
    E toda obscuridade fugirá de ti
    E toda obscuridade fugirá de ti

    É a força de toda força
    Pois ela vencerá qualquer coisa sutil
    E penetrará qualquer coisa sólida
    Assim, o mundo foi criado
    Disso sairão admiráveis adaptações
    Das quais aqui o meio é dado

    Por isso fui chamado Hermes Trismegistro
    Por isso fui chamado Hermes Trismegistro

    Tendo as três partes da filosofia universal
    Tendo as três partes da filosofia universal

    O que disse da Obra Solar está completo
    O que disse da Obra Solar está completo

    Hermes Trismegisto escreveu
    Com uma ponta de diamante em uma lâmina de esmeralda
    Hermes Trismegisto escreveu
    Com uma ponta de diamante em uma lâmina de esmeralda

  • Visitas: 209
  • Categorias: MPB
  • Duração: 3:14
A Tábua de Esmeralda
A Tábua de Esmeralda
Jorge Ben Jor | Philips Records. Duração‎: ‎38min 09seg - 1974